LOBO FRONTAL: O QUE É E QUAIS SÃO SUAS FUNÇÕES NO NOSSO CÉREBRO?

O sistema nervoso é um emaranhado de neurônios e células gliais de enorme complexidade. Em última instância, são essas as estruturas que vão determinar nossos comportamentos, pensamentos e emoções. Essas unidades nervosas se agrupam em estruturas maiores para poder cumprir suas funções, e cada um desses agrupamentos será apenas um grão de areia nessa máquina tão complexa que é o nosso corpo.

Uma das estruturas mais notáveis do sistema nervoso é o cérebro, e este se divide em uma série de áreas chamadas de lobos. Entre os lobos cerebrais está o lobo frontal, que será o protagonistas desse nosso artigo.

Antes de qualquer coisa, devemos entender que os lobos são definições teóricas a partir da divisão do córtex cerebral. Essa divisão foi realizada em função do papel que as partes desempenham nos diferentes processos e pela localização. Podemos fazer uma analogia com a Terra: se o cérebro fosse a Terra, os lobos seriam os continentes.

Essa classificação é muito funcional, já que nos serve de mapa para localizar com facilidade certos pontos na superfície do cérebro. O córtex cerebral é composto por 6 lobos funcionais: frontal, parietal, occipital, temporal, insular e límbico. No presente artigo vamos nos concentrar no que poderíamos dizer ser o mais relevante deles, o lobo frontal. Começaremos destacando a área que ele ocupa, já que é um terço do total da área do córtex.

Estrutura e funções do lobo frontal
O lobo frontal se encontra na parte mais anterior do encéfalo, mais precisamente ocupando todo o córtex cerebral a partir do sulco central. É considerado um lobo muito importante devido ao fato de que cumpre funções centrais no processamento da informação, especialmente as informações que têm um caráter executivo. Além disso, podemos dizer também que o lobo frontal está dividido em múltiplas regiões que o dotam de uma grande variedade de funções.

Ao agruparmos as diferentes estruturas funcionais desse lobo, podemos falar de duas grandes áreas. Uma delas seria a área correspondente às funções motoras, o córtex motor, cumprindo todas as funções do movimento. A outra área seria o córtex pré-frontal, encarregado dos processos executivos, da tomada de decisões e de diferentes aspectos relacionados com a regulação das emoções.

Córtex motor
O córtex motor do lobo frontal será o gestor de todos os sistemas eferentes do corpo. Graças a ele, poderemos realizar todos os tipos de atos e ações motoras de caráter voluntário. Essa estrutura será encarregada tanto do planejamento do movimento quanto de transmitir as ordens aos músculos para que eles entrem em ação. É importante enfatizar que essa parte do córtex só se encarrega dos movimentos voluntários, o sistema motor involuntário tem sua base em outras estruturas, como nos gânglios da base e no cerebelo.

Podemos encontrar três subáreas relevantes de serem mencionadas dentro do córtex motor.

• A área pré-motora. É a encarregada do planejamento e da programação dos movimentos. Antes da realização de qualquer movimento, os neurônios dessa área se encarregam de estabelecer os músculos e os passos necessários para que ele ocorra da forma correta.

• A área motora primária. É a parte cortical que se encarrega de executar o passo a passo preparado pelo córtex pré motor. Ou seja, é a encarregada de iniciar a ação do movimento, enviando as ordens aos músculos.

• A área de Broca. É a encarregada da produção da linguagem. Sua função é coordenar os músculos fonológicos para que a pessoa possa falar e pronunciar. Também está relacionada com a produção da escrita. Para conhecer mais sobre ela, clique aqui.

Córtex pré-frontal
Essa região é responsável pelo sistema executivo e por processar a informação do cérebro humano. O córtex pré-frontal do lobo frontal é a base, em última instância, da cognição, do comportamento e da resposta emocional dos humanos. É a parte mediadora entre muitas outras estruturas que se distribuem ao longo do encéfalo, tendo um papel chave na tomada de decisões.

Não podemos deixar de mencionar que as funções executivas são um conjunto de habilidades cognitivas de ordem superior que controlam nosso comportamento e nossas emoções. De outro modo, podemos dizer que todos aqueles processos que tratam de gerir, organizar, coordenar e dirigir são realizados nessa área. Ela poderia ser descrita como o processador de um computador se fizéssemos uma comparação com essas máquinas.

Dentro dessa área cortical podemos distinguir três regiões com grande importância funcional:

• O córtex frontal dorsolateral. Região conectada com outros locais de outros lobos que transforma o pensamento em planos, comportamentos e decisões. O córtex frontal dorsolateral está muito relacionado com processos psicológicos superiores como a memória de trabalho, a metacognição, o controle atencional, a flexibilidade cognitiva, etc.

• A área cingulada. Suas funções estão altamente relacionadas com a regulação dos processos motivacionais. Encarrega-se de inibir ou incitar a ação no indivíduo. Também é encarregada de certos processos relacionados com a regulação e sustentação da atenção.

• O córtex orbitofrontal. Cumpre a missão de controlar a afetividade e o comportamento social. Tem parte no processamento e regulação de emoções e estados afetivos, adaptando o comportamento em função do contexto.

O lobo frontal é uma das estruturas mais relevantes dentro de nosso encéfalo. O seu estudo, através das diversas técnicas neurocientíficas, nos dá uma informação muito valiosa: entender sua estrutura e sua funcionalidade nos aproxima mais de compreender nossa biologia e nos dá pistas sobre sua relação com os nossos comportamentos, emoções e pensamentos.
_______________________

SIGA O CULT CARIOCA - - - - - - - - - - - SEJA BEM-VINDO!!