PAULO COELHO - 11 CITAÇÕES DE 7 LIVROS - PÍLULAS DE SABEDORIA


1- Quanto mais se chega perto do sonho, mais a Lenda Pessoal vai se tornando a verdadeira razão de viver.
De O Alquimista

2 - Poucos aceitam o fardo da própria vitória; a maioria desiste dos sonhos quando eles se tornam possíveis.
De O Diário de um Mago

3 - Conhecimento sem transformação não é sabedoria.
De Brida

4 - O Bem e o Mal têm a mesma face; tudo depende apenas da época em que cruzam o caminho de cada ser humano.
De O Demônio e a Srta. Prym

5 - A única chance que uma tragédia nos dá: a de reconstruir nossa vida.
De O Monte Cinco

6 - Deus deu a seus filhos o maior de todos os dons: a capacidade de escolher e decidir os seus atos.
De O Monte Cinco

7 - A fé é uma conquista difícil, que exige combates diários para ser mantida.
De As Valkírias

8 - Não queira ser bravo, quando basta ser inteligente.
De O Diário de um Mago

9 - No amor, corpo e alma caminham juntos.
De Onze Minutos

10 - Quem já perdeu alguma coisa que tinha como garantida, termina por aprender que nada lhe pertence.
De Onze Minutos

11 - Eu não sou um corpo que tem uma alma, sou uma alma que tem uma parte visível chamada corpo.
De Onze Minutos

11 - O sexo é a arte de controlar o descontrole.
De Onze Minutos

LYA LUFT - CANÇÃO DAS MULHERES

Canção das mulheres

Que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais.
Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta.
Que o outro aceite que me preocupo com ele e não se irrite com minha solicitude, e se ela for excessiva saiba me dizer isso com delicadeza ou bom humor.

Que o outro perceba minha fragilidade e não ria de mim, nem se aproveite disso.
Que se eu faço uma bobagem o outro goste um pouco mais de mim, porque também preciso poder fazer tolices tantas vezes.

Que se estou apenas cansada o outro não pense logo que estou nervosa, ou doente, ou agressiva, nem diga que reclamo demais.
Que o outro sinta quanto me dóia idéia da perda, e ouse ficar comigo um pouco - em lugar de voltar logo à sua vida.
Que se estou numa fase ruim o outro seja meu cúmplice, mas sem fazer alarde nem dizendo ''Olha que estou tendo muita paciência com você!''

Que quando sem querer eu digo uma coisa bem inadequada diante de mais pessoas, o outro não me exponha nem me ridicularize.
Que se eventualmente perco a paciência, perco a graça e perco a compostura, o outro ainda assim me ache linda e me admire.
Que o outro não me considere sempre disponível, sempre necessariamente compreensiva, mas me aceite quando não estou podendo ser nada disso.

Que, finalmente, o outro entenda que mesmo se às vezes me esforço, não sou, nem devo ser, a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa: vulnerável e forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa - uma mulher.

LUÍS FERNANDO VERÍSSIMO - CONTO DE FADAS DO SÉCULO XXI

Era uma vez, numa terra muito distante uma linda princesa independente e cheia de auto-estima que, enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago de seu castelo estava de acordo com as conformidades ecológicas, se deparou com uma rã. Então a rã pulou no seu colo e disse:
- Linda princesa, eu já fui um príncipe muito bom. Uma bruxa má lançou-me um encanto e transformou-me nessa rã asquerosa. Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo num belo e poderemos casar e constituir um lar feliz em teu lindo castelo. A minha mãe pode vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavarias as minhas roupas, criarias os nossos filhos e viveríamos felizes para sempre!
Naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã à sautée, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria e pensava:
“- Imagina, largar essa vida de princesa pra ser doméstica!”

RECOMEÇAR - Edmir Silveira

O passo difícil, hesitante
Um passo maior que o instante
Maior que todas as distâncias

Recomeçar sem ter para onde ir
Porque ontem não é um lugar
Para onde se possa seguir

Por instinto, caminhando, 
procurando atalhos
Bebendo água no gargalo, 
Errante

Recomeçar; um tentar constante
Sabendo que há sempre um fim 
em cada instante
E também o minuto avante
Que transforma tudo em novo instante.
Sempre.

Anúncio

Anúncio

NEUROCIÊNCIA SUPEROU A PSICANÁLIE - Ivan Izquierdo

NEUROCIÊNCIA SUPEROU A PSICANÁLIE - Ivan Izquierdo
A psicanálise foi superada pelos estudos em neurociência...