A DANÇA DA VIDA - Edmir Saint-Clair

Ela chegou de novo, de repente, 
de longe, de sempre.

Nossas vidas sempre se encontram
 em surpresas improváveis.

Desde o primeiro encontro, resolvemos nos amar pra sempre. Só crianças podem resolver para sempre. Porque sempre não é aqui, não é agora. Mas, pode até ser, porque sempre não tem hora, é sempre.

E nosso tempo sempre foi bem diferente dos outros tempos.
Sempre foi repente, um presente, sempre não mais que de repente. Sempre só presente.

Toda mulher escolhe a dança, a dança escolhe poucas mulheres. É quando a alma nasce maior, já sabendo o seu propósito na vida.

E minha bailarina chegou, de novo, quando preciso da sua dança. Minha bailarina sempre sabe quando chegar.

Faz  tempo que precisava dos seus silêncios que me conhecem sem falar. 

Seu abraço e seu silêncio. Eu precisava me ouvir na música que dança clássica, elegante e perfeita, num corpo único para aquele propósito, perfeito no detalhe de cada movimento. De cada respiração, sublinhando as palavras não ditas.  

E de novo a mágica se faz. De novo no Leblon, de novo na Casa Encantada. 

De novo para sempre. Até nos despedirmos de novo. 

(Parte do livro A Casa Encantada, Contos do Leblon - Edmir Saint-Clair)
____________________________________________________________________________






.

.
A Casa Encantada - Contos do Leblon - R$12,99

RACISMO AQUI NÃO!

RACISMO AQUI NÃO!

Anúncio

Anúncio