COMO A MÚSICA PODE ESTIMULAR A CRIATIVIDADE

Em 1993, uma psicóloga da UCLA propôs um experimento para comprovar esta ideia com um grupo de 36 estudantes: primeiro ouviram uma sonata de Mozart, depois instruções de relaxamento dadas por uma voz monótona e por último passaram minutos sem som algum. Após cada período desses, os estudantes foram submetidos a testes de raciocínio. O resultado foi que, após a sessão musical, os testes foram considerados consideravelmente melhores que os outros. Este fenômeno foi batizado de “The Mozart Effect”, ou o Efeito Mozart.

Grandes mentes como Albert Einstein, Steve Jobs e Woody Allen já declararam que utilizam a música para estimular o cérebro e você também pode estimular seu lado criativo.

O método é simples: logo antes de iniciar algum trabalho, faça uma playlist do que você considera ser a trilha sonora daquele job. Não importa que tipo de job seja, o que importa é a associação que você faz entre a música e a temática daquela função.

Coloque seus headphones, aperte o play e comece a trabalhar! Se você for uma daquelas pessoas que só consegue trabalhar em silêncio, não se preocupe! Fazendo isso 15minutos antes de suas tarefas, o seu cérebro se mantém estimulado.

Musica como café
Além de estimular a criatividade, a música pode também gerar efeitos psíquicos e físicos. O pesquisador Don Campbell chama este efeito de Cafeína Sônica.

“A música pode ser usada para ativar, estimular e relaxar a mente e o corpo”, diz Campbell. Há evidências de que grandes acordes e BPM alto ativam partes do cérebro ligadas à alegria. Estudos comprovam também que a música pode ativar partes do cérebro relacionadas aos sentimentos de motivação e excitação. Tais regiões são as mesmas estimuladas com a ingestão de substâncias como comida, sexo e drogas.

Criatividade tem muito a ver com estado emocional. E a música tem enorme capacidade de provocar emoções adequadas a cada momento.
MedicalXPress

SIGA O CULT CARIOCA - - - - - - - - - - - SEJA BEM-VINDO!!