MINHA POESIA - Edmir Silveira


Fiz as pazes com a poesia
Resolvi ser feliz com ela
Se é assim que a vida insiste em se mostrar 
                                                para mim
Porque lutar
Se a maioria luta é para exergar assim
Para mim ela brota fácil
Às vezes nem tanto
Às vezes é só o pranto
Que não consigo chorar
É como um dom rejeitado
Como se fosse um engano
Terem me dado o coitado
Agora vejo bem claro
Como tão iluminado
Pelas palavras tenho sido
Diria até mesmo ungido
Com esse talento nato.
________________

Anúncio

Postagens mais visitadas