O QUE FAZER NAQUELES DIAS EM QUE VOCÊ NÃO QUER SE LEVANTAR?

Você já deve ter passado por isso alguma vez. Há alguns dias em que você não quer se levantar, seja porque enfrenta muitos problemas ao mesmo tempo ou porque está em um processo de luto e não consegue encontrar um modo de seguir em frente.

Também é possível que seja porque, francamente, você se sente aborrecido com tudo, mas não consegue encontrar uma saída.

O quer menos quer nesses dias é que alguém tente animá-lo, de tão preso que está neste estado emocional. É preciso ter motivação, mas você rejeita tudo que pode fornecê-la. Basicamente, não quer sair da cama, mas permanecer lá em um estado de inatividade. Dormir ou descansar, mas em todo caso, não parar para enfrentar o dia.

Talvez tudo isso não seja tão ruim. É possível que um desses estados seja uma maneira extrema de dar uma pausa. Talvez você precisasse dessa pausa há muito tempo, mas você não reconheceu esta necessidade. Os dias em que você não quer se levantar também são uma boa oportunidade para começar a enfrentar o que está acontecendo.

“O entusiasta sempre vence o apático. Não é a força do braço, nem a virtude das armas, mas a força da alma a que alcança a vitória“.
-Johann Gottlieb Fichte-

Se você não quer se levantar, faça um parênteses
É válido, e inclusive recomendado, que você eventualmente se dê um espaço nos dias em que não quer se levantar. É importante fazer uma pausa. Provavelmente é o que sua mente está pedindo a gritos e você não quer ouvir. A vida não se trata de fazer sempre o que se quer, mas há circunstâncias em que é importante dar uma margem aos nossos desejos.

O que não vale a pena é que, em um contexto de tristeza, você não se levante o dia todo, ou se levante apenas um pouco para voltar para a cama. E não vale porque isso significa ceder e dar um passo à frente em direção à depressão. 

Se você ceder e ceder, começará a cortar vínculos, a ter problemas de trabalho ou a se envolver em uma espiral de apatia da qual depois é muito difícil sair.

O recomendável é fazer um parênteses. Lembre-se de que um parênteses se abre e se fecha. Você precisa pensar no que está acontecendo. Por que chegou em um daqueles dias em que não quer se levantar? Tente encontrar uma saída, mesmo que somente parcial, para essa situação.

Os primeiros passos
Hoje você não quer nem se levantar, mas tem que fazer isso. Durma um pouco mais se quiser, mas não se permita cair em um excesso. Esse é o primeiro objetivo que deve propor a si mesmo em um dia assim. É também a primeira conquista para sair desse estado.

Considere os passos a seguir. Levante-se, tome um banho, vista-se. Cada um deles é um objetivo a cumprir. Se você quer que sua vida seja melhor, comece por aí. Busque e encontre a maneira que não afete suas obrigações de trabalho ou que não cause danos sérios ao trabalho ou aos estudos. 

Isso é muito importante. Se a pausa lhe traz problemas, é possível que se levantar pela manhã seja ainda mais difícil.

Por outro lado, se você a adiar, marque um dia no calendário, uma saída de referência.

Resolvidos esses problemas práticos, não se tranque em casa. Se gosta de ler, melhor fazê-lo em um parque com crianças que espalham alegria, em um ambiente que não irá lembrá-lo de que entre as tarefas pendentes está limpar a casa.

Assuma o controle
Se conseguir chegar a esse ponto em que está longe de casa, em um espaço tranquilo e verde, e identificou a principal fonte de sua apatia, boas notícias: você começou a assumir o controle da situação. Não pare por aí. Você tem que ir um pouco mais longe.

Examine as alternativas que você tem diante dessa grande preocupação que o inquieta e deprime. Pense se é a primeira vez que acontece com você ou se já havia estado assim antes. Com muita frequência? Com muita intensidade? Você sente que há algo mais aí que não consegue visualizar? Dependendo das respostas a essas perguntas, você saberá se pode resolvê-las de maneira autônoma ou se precisa de ajuda.

Se não encontrar respostas para essas perguntas ou se sentir confuso a respeito delas, não se preocupe. É normal que isso aconteça. Neste ponto, você deve ser consciente de que é hora de fechar os parênteses. A vida tem que continuar. 

Se sente que isso não é possível, definitivamente é porque você precisa de ajuda. Se vê que é possível, vá em frente. Volte para as perguntas no dia seguinte e quantas vezes for necessário, até que encontre uma resposta.

Enquanto isso, não se esqueça de que, mesmo que você volte a ter um daqueles dias em que não quer se levantar, é necessário que o faça. Que você defina metas diariamente e as alcance. 

Não ceda à tentação de mergulhar na insatisfação. Isso não irá levá-lo a lugar algum.

SIGA O CULT CARIOCA - - - - - - - - - - - SEJA BEM-VINDO!!