APRENDA FAZENDO COM QUEM FAZ.

APRENDA FAZENDO COM QUEM FAZ.
TODA FORMA DE ESCRITA É TERAPÊUTICA. AULAS ESPECIAIS ONLINE P/ REDAÇÃO PUBLICITÁRIA.
Mostrando postagens com marcador Jô Soares. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Jô Soares. Mostrar todas as postagens

O AVESSO DO PROFESSOR - Jô Soares

Os professores que mais me marcaram foram exatamente aqueles que não foram bons professores, os mais incompetentes. 

Por aí pode-se ter uma medida da importância do professor, da delicadeza que é ensinar uma pessoa. Tive um de geografia, aos 11 anos, de quem eu jamais me esquecerei. Ele dava aulas como se estivesse fazendo uma conferência em uma faculdade. 

Começava dizendo "Hoje nós vamos falar do Brasil" e aí falava, falava e falava do Brasil.
Depois dizia "Vamos falar da idade da Terra", e blábláblá, só falava. Passava a aula de uma hora falando. Não nos dava a menor atenção.

Por pura intuição, comecei a anotar o que ele falava. Fiz praticamente um caderno de geografia, aliás, vários cadernos, com aquilo que ele falava. Ele falava, eu ia tomando nota.Quando chegou a primeira prova -- com 11 anos você não tem muita idéia do que está acontecendo -- ninguém sabia nada. A única pessoa que tinha a matéria dada era eu. 

Os outros alunos perguntavam para ele "Mas professor, como é que eu estudo isso?". E ele falava "Nos livros, nos livros". Resolvi passar os meus cadernos para que os outros também pudessem estudar. Só muitos anos depois foi que percebi que aquilo era uma maneira de dar aula muito mais adulta do que deveria ser para um menino de 11 anos. 

Outro tipo de professor que me marcou muito foi aquele que guarda o conhecimento como se fosse uma ciência oculta, que tem o poder porque sabe e você não sabe. É o professor que tem o gosto de não ensinar o aluno. Foi com esse tipo que, pela primeira vez, eu tomei consciência de que o conhecimento é poder, que a informação é poder, porque ele dominava a classe através disso. 

Parece um paradoxo, mas é quase como se ele dissesse "Eu não estou aqui para ensinar vocês", um recado totalmente errado, que ele nos passava inconscientemente. 

Graças a Deus, a grande maioria dos professores que eu tive se dedicavam ao ensino. Professores como o de história do Colégio São Bento, quando eu tinha 8 anos, o professor Mesquita, que dava suas aulas desenhando histórias em quadrinho no quadro negro. Ele entrava no teu mundo para te ensinar. E todos nós éramos ótimos em história.
_______________________________________________________

O GORDO E O MOTEL - Jô Soares

Quando me casei pela primeira vez, há uns bons anos atrás, minha primeira mulher me  achava um "tesão”. Descasei depois de 21 anos e me juntei com outra mulher e essa já me achava um "pesão"! Daí estive refletindo e há certas coisas que me incomodam...

Algumas ocasiões são realmente muito desagradáveis na vida de um gordo. Ir a um motel, com toda certeza, é uma delas.

Tudo em um motel parece que foi projetado minuciosamente para sacanear a cara dos obesos. Reparem só. Na grande maioria desses estabelecimentos é preciso subir uma escadaria para chegar ao quarto. Isso não se faz. Ou o gordo trepa ou sobe a escada. As duas coisas no mesmo dia são impraticáveis. O gordo chega tão esgotado no quarto que parece até que já deu duas no caminho.

A parceira então, propõe uma hidromassagem para relaxar.
O que na verdade, quer dizer:
-Por que não vai tomar um banho, seu gordo sebento?

Já na banheira, o gordo percebe que nem a água quer ficar com ele. Metade cai fora, preferindo manter uma relação mais íntima com o chão do banheiro. Dá um friozinho na barriga. Até porque parte da barriga, como um iceberg, fica pra fora da espuma. Mas é na saída do banho que a situação fica ainda mais ridícula. Chega o fatídico momento de colocar o roupão. É triste.. Com algum esforço, o cinto até fecha, mas o roupão não. Fica aquele decote tipo Luma de Oliveira, que dá pra ver até o umbigo. Só que no lugar da Luma está o Jô! É constrangedor.

Quando o gordo finalmente chega no quarto, a situação consegue ficar ainda pior.

Se um elefante incomoda muita gente, dez elefantes de roupão refletidos nos espelhos incomodam muito mais. Pra que tanto espelho? Se o próprio gordo já fica mal, imagina a parceira cercada pela manada? Se eu fosse ela, não dava mais de comer aos animais. Mas de todos os espelhos o mais cruel, sem dúvida, é o do teto. 

A vista é estarrecedora. Dá até para entender porque a maioria das mulheres transa com os olhos fechados. Acho que a única utilidade de tantos espelhos é pra gente conseguir ver o pinto que a barriga não deixa a gente ver já muitos anos. Já faço até xixi no piloto automático!

Eu, como sou um gordo experiente, uso uma tática infalível: ligo o ar condicionado no máximo para forçar o uso do lençol. 

Afinal, o que os olhos não vêem...
______________________________________________________________________________________________________________________________


A Casa Encantada 
Contos do Leblon
Edmir Saint-Clair
https://amzn.to/2oP20S4
_____________________________________________________________
________________________________________

JÔ SOARES - 18 Frases de Humor


“O filme sempre começa na hora certa, principalmente quando você chega atrasado”.

 “O ar quando não é poluído, é condicionado".

"A pessoa que se diz humilde, se era, deixou de ser."

"Esse sorriso tão lindo que você tem é seu mesmo ou é patrocinado por algum creme dental?"

"Houve uma guerra que durou 100 anos. É dose. Os soldados morreram todos de arteriosclerose."

"Era um sujeito realmente distraído: na hora de dormir, beijou o relógio, deu corda no gato e enxotou a mulher pela janela."

"As duas mulheres se pareciam tanto que todos pensavam que fossem gêmeas. Mas não: eram clientes do mesmo cirurgião plástico."

"A prova de que a natureza é sábia é que ela nem sabia que iríamos usar óculos e notem como colocou nossas orelhas."

"Era um menino tão mau que só se tornou radiologista para ver a caveira dos outros."

"Não há amizade, que por mais profunda que seja, que resista a uma série de canalhices."

"É bem melhor pensar sem falar, do que falar sem pensar."

Era tão azarado que, se quisesse achar uma agulha no palheiro, era só sentar-se nele”.

O pára-quedas é o único meio de transporte que ao enguiçar, chega-se mais rápido”.

"Não há nada de errado com a velhice que a morte não resolva."

"Não há nada de errado com a juventude que a idade não cure.

"Nunca faça graça de graça. Você é humorista, não político."

"Gordo, quando está fazendo dieta, sempre faz a barba antes de se pesar."

"Morava tão longe, que o carteiro mandava suas cartas pelo correio."

.

.
A Casa Encantada - Contos do Leblon - R$12,99

RACISMO AQUI NÃO!

RACISMO AQUI NÃO!

Anúncio

Anúncio