APRENDA FAZENDO COM QUEM FAZ.

APRENDA FAZENDO COM QUEM FAZ.
TODA FORMA DE ESCRITA É TERAPÊUTICA. AULAS ESPECIAIS ONLINE P/ REDAÇÃO PUBLICITÁRIA.
Mostrando postagens com marcador MARTINHO DA VILA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador MARTINHO DA VILA. Mostrar todas as postagens

MARTINHO DA VILA - Ancestralidade musical



Toda música das Américas, dançante ou não, tem origem no continente africano. Os spirituals, o gospel, o rap e até o rock, americanos do norte, são originalmente negros como o samba. Da mesma forma, a contagiante música ligeira cubana, o funk, o reggae, o calipso e todos os sons das Antilhas, incluindo as canções dolentes. Acredito que o semba angolano, que deu origem à palavra “samba”, é parente distante do principal ritmo do Brasil, mas é irmão mais velhos dos sons da América Central.

Nós, brasileiros, somos privilegiados pela natureza, temos muito do que nos orgulhar, e um dos motivos de orgulho é a ancestralidade musical. Há virtuosíssimos músicos profissionais pretos, brancos, mulatos, cafuzos... É uma profissão muito bonita, a de músico, um ofício nobre e prazeroso. Quando um grupo de músicos se reúne para tocar, é como uma reunião de gente educada, na qual todos falam sem preconceitos e não há atropelos. Quando bons músicos tocam, há uma harmonia, não só de sons, mas também no comportamento dos executantes. A disciplina é um fator importante. 

A profissão é muito abrangente, e qualquer pessoa que tiver algum talento e vocação pode ser músico. Poderão ser percussionistas coadjuvantes ou solistas; vocalistas, cantores, compositores... Os que tiverem chance e estudarem muito, se quiserem, um dia poderão fazer parte de uma banda musical. Os mais dotados, com vontade firme e muito esforço, têm possibilidade de tornar-se músico clássico. Podem até ser um maestro regente e arranjador de grandes orquestras sinfônicas, escrever para instrumentos e vozes humanas, mas para ser maestro pleno faz-se necessário muita abnegação... E leva muitos e muitos anos, cerca de 20, mais ou menos.

Tem de conhecer bem todos os aparelhos sonoros e, particularmente, o piano, o instrumento mais completo. Para ser um bom pianista, no mínimo são necessários 10 anos de estudos diários. O caminho mais prático é o da música popular, mas, até para tocar nas bandas que fazem bailes e acompanham artistas, é necessário estudar as cifras, dominar bem o seu instrumento. É verdade que há os autodidatas, os gênios, mas aí é um caso muito especial. Todas as pessoas deveriam ter acesso ao estudo da música e se dedicar, mesmo sem objetivos profissionais. Agora oficialmente, 17 de outubro é o Dia da Música Popular Brasileira.

A profissão de artista é uma das mais instáveis, mas o músico completo dificilmente fica desempregado. Entretanto, quem quiser abraçar o nobre ofício terá de ser perseverante e exercitar-se todos os dias. Como já falei, qualquer um pode ser músico profissional porque diz o dito popular: “Querer é poder”. A música faz bem à alma de quem ouve e propicia grande satisfação em quem toca. 
Viva o músico!

.

.
A Casa Encantada - Contos do Leblon - R$12,99

RACISMO AQUI NÃO!

RACISMO AQUI NÃO!

Anúncio

Anúncio