Mostrando postagens com marcador Platão. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Platão. Mostrar todas as postagens

3 VERDADES ABSOLUTAS

Muitas verdades religiosas, assim como as ideológicas e até mesmo científicas, têm mostrado ao longo do tempo que não são tão absolutas assim. Há várias histórias que nos mostram que algo que é considerado absolutamente verdadeiro, de repente, “cai por terra” devido a uma nova descoberta.

O tema “verdade” tem sido motivo de muita controvérsia e até mesmo de guerras sangrentas e grandes abusos. Galileu foi obrigado a se retratar por uma verdade comprovada porque contradizia a verdade da igreja naquela época.

A Biblioteca de Alexandria foi incinerada porque, na opinião dos invasores, poderia conter verdades que contradiziam o Alcorão. Da mesma forma, muitos homens e mulheres no mundo sofreram exílio, perseguição e até a morte por defender verdades que desagradavam a algumas pessoas.

“Cada lágrima ensina uma verdade aos mortais”.
Platão

Nas últimas décadas tem prevalecido a ideia de que a verdade é um conceito relativo. Embora isto seja verdade (a verdade é relativa a uma série de fatores), também é verdade que ainda existem verdades absolutas. São fatos incontestáveis que nos mostram que também é relativo o fato de que a verdade é relativa. Citamos aqui três verdades absolutas.

Uma das verdades absolutas: todos nós morreremos

Esta é uma daquelas verdades que nos acompanham desde o início dos tempos e que, mesmo com todos os avanços da tecnologia, e com todas as explicações religiosas, não podemos contestar. É um fato absolutamente verdadeiro: todos nós morreremos. Você, eu, e todas as pessoas que amamos, aquelas que vemos andar na rua ou assistimos pela televisão.

Os religiosos podem argumentar que depois desta vida terrena existe uma outra vida que é eterna. Ou que reencarnaremos como outra pessoa e, portanto, a vida é eterna. Mas a única certeza que temos é de que esta vida terminará e não sabemos o que acontecerá depois. A certeza de que esse corpo e essa pessoa que somos morrerá um dia é inquestionável.

Uma das verdades absolutas que devemos ter sempre em mente é que todos nós morreremos. O último capítulo da nossa história é a morte. Se fôssemos mais conscientes disso, talvez pudéssemos perceber que cada dia de existência tem um valor inestimável, porque ele também é um dia a menos para viver.

Todos nós nascemos da união entre um homem e uma mulher

Independentemente da orientação sexual de cada um, e sem entrar no debate de que pode haver famílias com pais do mesmo sexo, o fato é que para que haja uma vida humana é necessária a união do óvulo e do espermatozoide. Isto é, da célula sexual feminina e da masculina.

Uma nova vida pode ser projetada em um laboratório, no ventre da mãe ou em uma “barriga de aluguel”. No entanto, sempre exigirá a união de um gameta feminino e outro masculino para que seja possível gerar um novo ser humano.

Alguém pode argumentar que a clonagem também é uma forma de reprodução, e existem alguns rumores de que já está sendo utilizada. A verdade é que, no caso improvável de que isso seja verdade, o que é produzido com a clonagem não é um novo ser no sentido restrito, mas a cópia de um ser que já existe.

Nascemos de uma mulher

Todos os seres humanos são gerados no útero de uma mulher. Mesmo com todos os avanços da ciência isto não mudou, pelo menos até agora. A fertilização “in vitro” é apenas isso: uma fertilização. No entanto, o produto dessa fertilização deve ser implantado no útero de uma mulher para que um novo ser humano se desenvolva.

Apesar de toda discriminação sofrida pelas mulheres ao longo dos anos, todos nós devemos o início da vida a elas. Nenhum homem pode conceber e dar à luz e, até o momento, não é possível que este processo ocorra em um útero artificial.

Como é evidente, estas três verdades absolutas tocam a essência da existência humana.

Todos morreremos, todos nós nascemos da união entre um homem e uma mulher, e todos nós nascemos de uma mulher são verdades absolutas. Independente de qualquer segmentação que se faça. Elas falam dos momentos mais importantes da vida: o início e o final. As conclusões que cada um tirará dessas verdades são completamente pessoais, mas elas estão aí, para refletirmos e tirarmos as nossas conclusões.

UMA VIAGEM AO CORAÇÃO DA FILOSOFIA

Tales de Mileto é considerado por muitos o pai da filosofia. Na sua frase “a água é o elemento e princípio das coisas” descobrimos que em seu pensamento estava o líquido elemento como coração da vida. Mas, será que também estava na sua mente a sua imagem como coração da filosofia? Ela realmente nasceu com ele?

Nesta viagem ao coração da filosofia proponho entrarmos nas escuras e vertiginosas cavernas de uma forma de pensamento que foi e ainda é a origem de uma infinidade de teorias. A felicidade, a tristeza, o ódio, a raiva, a compaixão… tudo está relacionado com nossas mentes e o exercício filosófico humano que procura dar respostas ao sentido da nossa existência.

“A filosofia é um silencioso diálogo da alma consigo mesma em torno do ser.”
Platão

Controvérsias sobre o coração da filosofia
Procurar a origem do pensamento filosófico não é nada fácil. De fato, é uma questão que levantou uma infinidade de controvérsias ao longo da história. Na verdade, os gregos consideraram Tales de Mileto o primeiro filósofo no século VII A.C., mas a questão não está tão evidente.

Originalmente, os gregos consideraram a filosofia uma forma racional de pensamento. Desta forma, não necessita recorrer a elementos sobrenaturais que expliquem a realidade. Também apreciavam a rejeição de planejamento às contradições, colocando sempre como elemento principal a lógica.

Observando esta definição grega da filosofia, poderíamos dizer que Tales de Mileto foi o primeiro pensador da história? É possível que não houvesse outro ou outros antes dele ou simplesmente fala-se da sua pessoa porque não chegaram até seus dias os ensinamentos de outros mestres pensadores?

Hipótese sobre a origem da filosofia
Atualmente existem duas correntes de pensamento na hora de estabelecer o verdadeiro coração da filosofia. Uma supõe que a origem pode ter tido seu ponto de inflexão no Oriente, embora outros continuem defendendo que isso aconteceu na antiga Grécia.

A origem filosófica oriental
Para a corrente orientalista, as hipóteses estabelecem que os gregos foram meros transmissores da filosofia. Segundo este grupo de pensadores, os primeiros filósofos helênicos viajaram a Babilônia e Egito. Foi ali onde aprenderam matemática e astronomia, que logo perpetuaram na sua cultura.

Contudo, esta corrente de pensamento foi sustentada pelos filósofos alexandrinos, nos tempos deste imperador. Tal corrente estava abertamente contrária à escola grega, de modo que parece na verdade uma forma de desacreditá-los.

Os apologistas cristãos também procuraram sustentar esta teoria, mas finalmente a escola ocidental descartou as hipóteses que na verdade só procuravam confronto.

Contudo, os estudos históricos mostram na sua maioria que a astronomia babilônica acabava geralmente em astrologia e adivinhação. Enquanto isso, a matemática egípcia carecia de um nível de abstração necessário, de modo que não deixou de ser um pensamento prático para medir terrenos.

A origem filosófica grega
Enquanto isso as correntes modernas, quase todas originadas no século XX, estabelecem o coração da filosofia no mundo helênico. De fato, existem várias vozes acreditadas que assim afirmam:

Origem da filosofia segundo J. Burnet
Burnet estima que o pensamento filosófico aparece de forma radical, fruto da genialidade do povo helênico. Chama-o de o “milagre grego”. Para ele, são evidentes os antecedentes e os elementos conjunturais. É simplesmente uma civilização com grande talento.

Origem da filosofia segundo F.M. Cornford
Cornford estabelece o nascimento da filosofia com base no pensamento religioso. Todo o aspecto mítico das suas crenças representa, na verdade, um mundo adaptado à especulação racional, de modo que é uma consequência.

Origem da filosofia segundo J.P. Vernant
Por sua vez, Vernant estabelece os elementos conjunturais como básicos para o nascimento da racionalidade. A falta de castas sacerdotais, a presença do sábio, a busca pela liberdade, a escritura e o predomínio de uma constante necessidade de sabedoria levou ao nascimento da filosofia.

“A esperança é o único bem comum a todos os homens; aqueles que tudo perderam ainda a possuem.”
Tales de Mileto

É complexo estabelecer o verdadeiro coração da filosofia, pois a civilização humana remete a milhares de anos. A falta de provas escritas faz com que este exercício seja realmente difícil, mas também apaixonante e maravilhoso. Seja como for, a razão e o pensamento são fundamentais na busca da nossa origem, nosso mundo e nossa verdade.

PENSAMENTOS DE FILÓSOFOS CLÁSSICOS: Aristóteles, Sócrates, Platão, Cícero, Sêneca, Epiteto, Virgílio, Demóstenes, Eurípedes, Plutarco e Epícrates.

É lícito afirmar que são prósperos os povos cuja legislação se deve aos filósofos. (Aristóteles)

A filosofia é o melhor remédio para a mente. (Cícero)

O ser humano não pode deixar de cometer erros; é com os erros, que os homens de bom senso aprendem a sabedoria para o futuro. (Plutarco)

A filosofia é um bom conselho. (Sêneca)

A vida feliz consiste na tranqüilidade da mente. (Cícero)

A alma reluta em ser privada da verdade. (Epiteto)

Nada se espalha com maior rapidez do que um boato. (Virgílio)

Só a educação liberta. (Epiteto)

Quem foi expulso do reino da verdade jamais poderá ser tido como um homem feliz. (Sêneca)

O que você tem capacidade de fazer, tem capacidade também de não fazer. (Aristóteles)

Em tudo o que fazemos, temos em vista alguma outra coisa. (Aristóteles)

Deixe que cada um exercite a arte que conhece. (Aristóteles)

Aquilo que é verdadeiro, simples e sincero é bastante compatível com a natureza do homem. (Cícero)

A verdadeira nobreza está na bondade. (Epícrates)

Ninguém acredita em um mentiroso, mesmo quando ele diz a verdade. (Cícero)

Nosso caráter é resultado de nossa conduta. (Aristóteles)

Todo homem é atingido pelos próprios crimes. (Cícero)

Projetos conjuntos têm mais chance de sucesso quando beneficiam ambos os lados. (Eurípedes)

Você será avarento se conviver com homens mesquinhos e avarentos. Será vaidoso se conviver com homens arrogantes. Jamais se livrará da crueldade se compartilhar sua casa com um torturador. Alimentará sua luxúria confraternizando-se com os adúlteros. Se quer se livrar de seus vícios, mantenha-se afastado do exemplo dos viciados. (Sêneca)

É extremamente fácil enganar a si mesmo; pois o homem geralmente acredita no que deseja. (Demóstenes)

Os cidadãos não terão alívio do mal, meu querido Glauco, nem a raça humana, creio, a não ser que os filósofos governem as cidades ou que os que hoje chamamos de reis e governantes estudem filosofia verdadeira e genuinamente, até que o poder político e a filosofia coalesçam e as diversas natureza dos que hoje perseguem alguém até a exclusão do outro sejam forçosamente impedidas de fazê-lo. (Sócrates, segundo Platão)

Anúncio

Anúncio